COBRANÇA DE IPVA POR E-MAIL


IPVA
Cobrança rende mais de R$ 10 milhões em duas semanas | Foto: Divulgação

Cobrança de IPVA por e-mail e telefone rende mais de R$ 10 milhões em duas semanas. Donos de quase 8,5 mil veículos acertaram pendências com a Fazenda. Secretaria vai manter a iniciativa e pretende expandi-la para regularizar o pagamento de outros tributos

Em duas semanas de teste da iniciativa de cobrar impostos em atraso por e-mail e por telefone, a Secretaria de Fazenda recolheu R$ 10,8 milhões. Por ora, a ação experimental da pasta é restrita ao Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).

A primeira fase de cobrança focou em contribuintes que já haviam pago ao menos uma parcela do tributo. Foram contatados 154 mil inadimplentes via e-mail.

No total, donos de 8.417 veículos acertaram as pendências, o que resultou em R$ 10,8 milhões arrecadados.

Para os devedores que não têm e-mail cadastrado, a pasta faz contato por telefone, em horário comercial. Outros 70 proprietários foram acionados dessa maneira. Desses, a dívida paga soma R$ 40 mil.

“O resultado foi excelente, nos surpreendeu. Muitos realmente esqueceram de pagar uma parcela e nos agradeceram pelo contato”, avalia a subsecretária da Receita do DF, Márcia Robalinho.

“O resultado foi excelente. Muitos esqueceram de pagar uma parcela e nos agradeceram pelo contato”
Márcia Robalinho, subsecretária da Receita do DF

De acordo com informações do sistema usado para a cobrança ativa, entre os que devem o IPVA em Brasília, 263 mil estão com conta atrasada há mais de 120 dias. Outros 37.367 possuem débitos em aberto entre 60 e 120 dias, e 2.345 estão inadimplentes há menos de 60 dias.

Dívida ativa no DF: mais de 20 mil certidões foram enviadas para protesto até junho

Até junho deste ano, a secretaria encaminhou aos cartórios para protesto 20.573 certidões da dívida ativa – CDAs. A maior parte é de débitos do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços (ICMS), que somam R$ 548.530.022,95, e do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS), no valor de R$ 65.338.034,21. Do total, 60% foram efetivamente protestadas, e 9%, pagas.

Em 2017, firmaram-se 37,7 mil novos acordos, o equivalente a um montante de R$ 299 milhões negociados. Somados valores de parcelamentos fechados em outros anos, arrecadaram-se no primeiro semestre deste ano R$ 190 milhões — ou seja, cerca de R$ 32 milhões por mês.

Modernização do sistema ajuda a recuperar receitas

Estreitar os canais de comunicação com os contribuintes é uma das medidas adotadas pela Fazenda para minimizar os efeitos da crise econômica no DF e no Brasil.

Desde 2015, são feitos investimentos para atualizar os procedimentos e instituir a cobrança ativa de impostos — algo comum no setor privado e ainda pouco difundido na área pública —, o que fortalece a recuperação de receitas.

Agência da Receita do Núcleo Bandeirante será exclusiva para cobrança administrativa

Nesse caminho, a partir de terça-feira (1º), a agência da Receita do DF do Núcleo Bandeirante será fechada ao público, e a unidade se tornará fixa na cobrança administrativa.

Segundo a pasta, os contribuintes até então atendidos por essa agência poderão buscar outras, como SIA, Taguatinga, Asas Sul e Norte, além dos serviços on-line.

90%
Estimativa de serviços da Fazenda que poderão ser resolvidos pela internet até 2019

Há previsão ainda que, até o fim de 2018, mais três unidades encerrem as atividades exclusivamente fazendárias para dar lugar a outros equipamentos públicos, a exemplo do Na Hora.

As mudanças integram o processo de modernização do fisco local, que prevê a migração de 90% dos serviços para a internet até 2019. Do total de serviços oferecidos pela pasta, 60% podem ser resolvidos pela internet.

Os servidores de agências que passarem por esse processo serão remanejados para áreas prioritárias na reestruturação da secretaria.

Anterior PRIMEIRO POSTO DE VACINAÇÃO
Próximo MOSTRA DE ANIMAÇÃO RUSSA